Buscar
  • Dra. Ana Caroline de Oliveira Castro

Como um processo judicial pode afetar a carreira do médico

Atualizado: Nov 16

No dia a dia do médico – e ao longo de toda a sua carreira – situações complexas e de muita responsabilidade fazem parte da rotina, e todos os que optam por essa profissão já sabem os desafios que terão pela frente.


No entanto, se tem algo que provavelmente nenhum profissional de medicina espera passar é pela difícil experiência de ser alvo de um processo judicial.


Ainda que fique provado que ele não foi responsável pelos atos de que foi acusado, um processo judicial pode afetar bastante – e de várias formas – sua carreira.


Neste artigo listamos alguns dos possíveis prejuízos que esse tipo de situação pode gerar e como um profissional de saúde pode se precaver.


Acompanhe!


Como um processo judicial pode afetar a carreira do médico


Separamos os 4 principais problemas que se envolver em um processo judicial podem trazer para um médico, confira:


1. Desgaste profissional


Como dissemos, ainda que juridicamente o médico consiga provar sua inocência e saia vitorioso, um processo judicial pode afetar a carreira do médico, até mesmo pela repercussão que o caso pode ter.


Nesse tipo de situação, o renome e o destaque que o profissional alcançou em sua carreira acabam contando contra ele, já que isso pode trazer uma maior dimensão ao caso.


E esse tipo de desgaste pode ir desde as rodas de conversas e comentários entre colegas de profissão até mesmo chegando à mídia, o que aumenta ainda mais o desgaste, prejudicando seu ambiente profissional.


Infelizmente, por mais atento e cuidadoso que um profissional de saúde – médico ou não – seja quanto às suas ações, trata-se de um tipo de situação que pode vir a ocorrer mesmo assim.


As redes sociais são hoje importantes aliadas para divulgação do trabalho do médico e promoção dos serviços de empresas da saúde. Mas como fazer isso sem infringir a Lei? É o que você vai conhecer neste artigo do nosso Blog!



2. Perda de credibilidade


O possível desgaste da imagem do profissional – decorrente de um processo judicial – pode levar também à perda de sua credibilidade.


E isso pode repercutir em diversas situações, desde redução de oportunidades de exposição de seu trabalho (em entrevistas e eventos) até mesmo sua participação em estudos e projetos de pesquisa com outros profissionais.


Não é incomum que, em situações desse tipo, o profissional venha a ficar estigmatizado e passe a ser evitado.


A falta de credibilidade pode acabar afetando os atuais e futuros pacientes, bem como potenciais oportunidades de trabalho junto a empresas de saúde.


Conheça as 5 infrações de ética médica mais comuns no exercício da profissão e veja os cuidados necessários para evitá-las!


3. Penalizações


Além das repercussões sociais e profissionais que um processo judicial pode provocar na carreira (e na vida) do médico, existem também as possíveis consequências legais que isso pode trazer.


No âmbito administrativo, todo médico está sujeito às sanções previstas pelo código de ética do Conselho Federal de Medicina, que vão desde:

  • Advertência sigilosa;

  • Censura sigilosa;

  • Censura pública;

  • Suspensão do exercício de profissão por 30 dias;

  • Cassação do registro médico.


Ainda que o profissional seja alvo de sanções mais leves, isso pode gerar desgastes e marcar sua trajetória profissional. Especialmente com o advento da internet, certas informações estarão para sempre ao alcance de uma busca no Google.


Além das sanções administrativas, o médico está sujeito também às responsabilidades civis – atingindo seu patrimônio – e até penais, a depender do tipo e da gravidade da situação.


Se considerarmos um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que apontou que, somente em 2017, foram ajuizadas cerca de 70 novas ações por dia, por conta de erros médicos, podemos ter uma ideia da importância desse cuidado.


4. Danos à saúde mental e emocional


Além de todos os possíveis desgastes e consequências que vimos nos tópicos acima, não podemos nos esquecer do enorme desgaste mental, emocional e psicológico que situações desse tipo provocam em profissionais da saúde, especialmente nos casos em que ele sabe que tais acusações não são devidas.


Especialmente numa profissão em que a rotina já é naturalmente desgastante e desafiadora, enfrentar a rotina diária de atendimentos e/ou procedimentos e cirurgias não estando com seu emocional em perfeito estado, pode ser ainda mais difícil.


Processos judiciais na medicina: atenção antes, durante e depois!


Como vimos neste artigo, um processo judicial pode afetar a carreira do médico de várias maneiras, trazendo inúmeras consequências e desgastes, pessoais e profissionais.


Nesse sentido, é fundamental que o profissional esteja sempre atento às possíveis repercussões de seu trabalho e suas decisões profissionais, mesmo em situações nas quais não há qualquer infração, no sentido de minimizar a possibilidade de interpretações equivocadas de terceiros.


Além disso, é importante que médicos e empresas da saúde contem com uma boa assessoria jurídica, especializada em Direito da Saúde, para aconselhamento e orientação sempre que necessário.


-------------------------


O escritório Santos Perego & Nunes da Cunha Advogados Associados atua em total sintonia com o que acontece no mundo, para acompanhar as mais variadas demandas jurídicas, nos apoiando na experiência do passado, mas com o olhar no futuro.

Se ficaram dúvidas relacionadas ao tema deste conteúdo, você pode falar conosco acessando o link abaixo!


QUERO MAIS INFORMAÇÕES


42 visualizações0 comentário